Escrevendo para Concursos II e Copyrights

AgiXcejDbV91744WjszWJGQpdeO6YugVoIB_R0TdC09D

eu empolgada indo enviar meu conto em junho/2015

Olá galera!

Como vocês devem se lembrar, em junho mandei um conto para o Concurso Prêmio Cataratas 2015 – Poesias e Contos. O resultado saiu hoje e, como esperado, ainda não foi desta vez.

Refletindo um pouco sobre essa primeira tentativa, percebi algumas coisas que preciso melhorar. Entre elas está a organização e paciência.

Eu sou uma pessoa muito impaciente, e quero as coisas para ontem. Ao mesmo tempo também sou ansiosa, então tudo isso junto acaba atrapalhando o processo de escrever para concursos.

Por exemplo: identifiquei o concurso que queria participar, mas fiquei enrolando para escrever até que só faltassem 2 dias para a entrega. Claro que, durante as 3 semanas que não estive escrevendo, estive pensando no que escreveria, mas ainda assim foi um processo desleixado e sem me preocupar demais.

Outra coisa que eu não pensei, foi que, embora seja um concurso, com regras e um processo específico de como depois os textos seriam destruídos, eu não cheguei a registrar meu conto na biblioteca nacional antes de enviar. Mesmo sendo um concurso confiável, acredito que esse passo é muito importante para qualquer publicação ou envio de obras originais, mesmo sendo um conto de 6 páginas.

É algo muito recorrente ver amigas se queixando de plágio e tentativas de usurpar histórias alheias. Cada vez que vejo isso entendo ainda mais porque minhas amigas escritoras são tão sigilosas com seus originais e não divulgam nada sobre seus enredos no Facebook ou qualquer outro site onde já tenham diversas seguidoras. Elas estão certas. Preservar sua obra, sua criatividade e seu trabalho é tarefa árdua na área das artes como um todo.

Precisamos acabar com isso, claro, mas também precisamos nos conscientizar sobre a importância de ter os copyrights de sua obra. Por isso fui caçar dicas de como registrar meu conto na Biblioteca Nacional antes de colocá-lo aqui ou em qualquer outro site.

Já tinha participado de uma palestra da Samanta Holtz na qual além de falar sobre a escrita do livro ela falou também da parte seguinte: registro, busca de editoras e publicação (aliás, para quem estiver na Bienal do Rio, ela vai fazer esta palestra no dia 12/09 das 11h-12h, no stand da Novo Século: inscrições aqui). Pois é, ela tem uma publicação no blog Novos Escritores sobre esse processo pós escrita, explicando a parte do registro.

Eu sempre recorro às dicas da Samanta, né, principalmente porque ela é uma escritora super querida e acessível, que tem materias online que podem nos ajudar. Além dela, tem também um post da Karen Soarele só sobre como registrar seu livro, com vídeos e tudo mais. Gratidão a essas escritoras que já passaram por isso e decidiram facilitar a vida dos novos autores, muito obrigada!! hahaha

Bem, gente, por hoje é só! Vou continuar procurando concursos legais e melhorando aos poucos minha organização e preparo para as próximas aventuras. ❤

Vou deixar vocês com o vídeo que gravei quando enviei o conto, só pra ilustrar e para quem ainda não asisistiu! 😉

As melhores inspirações!

Tai.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Escrevendo para Concursos II e Copyrights

  1. Querida Tainara,

    Como sempre, seu post é desenvolvido de forma muito bonita e transparente! Adorei sua sinceridade ao descrever as falhas que identificou em seu próprio processo criativo – acredite, todos nós temos falhas a corrigir, mas muitos preferem passar a imagem de “está tudo perfeito e sob controle”. Não que a gente precise sair por aí admitindo (rs), mas, já que a proposta é falar abertamente, foi muito legal saber que você encontrou os pontos para melhorar em uma próxima oportunidade 🙂

    Empurrar uma tarefa até chegar próximo ao prazo é um problemão! E eu compartilho da sua ansiedade no sentido de que, quando tenho uma ideia, já quero partir logo pro “vamos ver”, ou seja: o livro. Construo um roteiro pra não me perder, algumas descrições de personagens, e vou. Sempre funcionou assim, mas, nesse novo livro em que estou trabalhando, estou fazendo diferente: criei um roteiro muito mais elaborado e detalhado dos acontecimentos, fiz o histórico de vida dos principais personagens, ficha técnica bem completinha… e, em cada etapa do roteiro, está a data em que preciso concluir a escrita daquele trecho. Como me ajudou a me organizar!!! Assim, eu não fico com um “prazo único” para seguir – por exemplo, “preciso terminar essa história até outubro”. Cada etapa do roteiro tem uma data própria e, assim, eu sei se estou atrasada ou em dia 🙂

    Outra coisa que já funcionou bem comigo foi fazer um cronograma da semana com dias e horários para cada atividade minha (ex.: atualizar o site, responder e-mails, gerenciar redes sociais, escrever, ler etc.). Porque meu problema era: se eu estava atualizando o Facebook, sentia-me em débito com a história do livro sem ser escrita. Se eu escrevia, sentia-me em débito com o público sem minhas respostas. Então, eu ficava em paz porque, naquele dia e naquele horário, era aquilo mesmo que eu precisava fazer!

    Espero que essa nova experiência compartilhada possa ajudar!!

    Ahh!!! Muito obrigada pela menção carinhosa a mim no texto e por divulgar meu Workshop 🙂 Adorei conhecê-la no anterior, e fico feliz, de verdade, que tenha ajudado de algum modo!

    Beijos no coração,
    Sam

    Curtido por 1 pessoa

    • Sam, adorei conhecer teu processo criativo e as adaptações que você está fazendo com o livro novo. Essas novas tentativas ajudam muito nos aprendizados e ajustes que a gente vai fazendo ao longo do tempo, como você comentou. Pra mim, o processo criativo é uma coisa muito bonita e muito pessoal, mas entrar em contato com outras realidades e processos sempre me ajuda muito a crescer e abrir a cabeça, ter novas ideias de como abrodar minha própria construção e criatividade. Obrigada por ter compartilhado comigo!
      Além disso, sobre a transparência, a ideia do blog é falar a verdade sobre a escrita, então acho até terapêutico assumir essas falhas, desse modo eu mesma posso me tranquilizar e estar em paz com quem sou, sem ficar almejando ser diferente e transmitir uma identidade diferente para quem acompanha o blog. Obviamente, se eu conseguir ser mais organizada e cumprir as datas com tempo, vai ser melhor para mim, mas vai ser mais rico se eu puder transmitir para os demais amigos como foi essa mudança e inspirar mudanças saudáveis nos demais escritores também.
      MUITO OBRIGADA pelo comentário! Eu fico toda me achando e contando para as pessoas que vc leu meu post ❤ hehe 😀 um beijão e ótima escrita!!! :*

      Curtir

  2. Não desista querida, avante sempre!!! As dicas da Samanta são bem legais, gostei…Aprendo muito com vocês, obrigada pela generosidade em compartilhar os desafios, processos…
    beijos
    Rita

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s