Como dar conta da vida: trabalho, faculdade, voluntariado e escrita?

Essa é uma questão que tem me rondado ultimamente. Eu mesma tenho me perguntado isso incessantemente desde o começo do ano, quando resolvi que esse seria o ano da escrita para mim.

Uns dias atrás uma das minhas grandes amigas perguntou a mesma coisa no Facebook: Como conciliar a vida e a escrita? Minha resposta para ela foi breve: Não se concilia. Mas será mesmo que não se concilia? De nenhum modo? Como tô conseguindo, neste exato momento, dar conta de estudar, trabalhar, voluntariar e manter o blog?

Esses questionamentos me fizeram refletir um pouco mais (vocês vão observar ao longo do blog que muitas coisas me fazem refletir, às vezes, por dias seguidos e depois acabam virando tema para algum textinho, essa é minha maneira de funcionar). Bem, dessa vez a reflexão me levou a quatro pilares básicos:

  • Priorização;
  • Organização;
  • Foco/Determinação.

3840x2400

  • Priorização.

Antes de mais nada, você tem que pensar bem em quais são as tuas prioridades do momento. Nem sempre a prioridade vai ser a coisa que você mais gosta, ou a que mais te motiva, ou a que você gostaria de se dedicar mais. Às vezes, a prioridade vai ser mais ligada as tuas necessidades básicas, imprescindíveis. Priority_Stamp_Fotolia_22411247_XS

Por exemplo, embora eu gostaria que a escrita fosse minha prioridade principal eu não posso colocá-la em primeiro lugar. Eu preciso trabalhar para me manter e estudar para a faculdade – como eu tenho uma bolsa, preciso tirar notas boas para manter essa situação, então exige todo um esforço extra. Depois dessas duas prioridades básicas, além da parte de casa, marido e cachorros, eu preciso dividir o tempo que me resta entre as outras atividades prioritárias: escrita e voluntariado/ativismo.

Quando você consegue listar tuas prioridades fica mais fácil observar quantas frentes abertas você tem e entender melhor quais são essas prioridades.

Nem sempre é fácil elencar prioridades, precisamos colocar os pés no chão para que as coisas funcionem de maneira realista. Eu não posso simplesmente negligenciar meus estudos para escrever por dias/horas seguidas e depois ir mal na faculdade, senão eu perco a bolsa, logo teria que largar a faculdade ou trabalhar o dobro para conseguir pagar. (Nesse caso, eu tenho alguns pontos muito positivos quanto aos estudos, pois a Psicologia favorece muito o aprofundamento da escrita, então eu saio ganhando quanto à escrita e uso isso como parte da minha pesquisa para a construção de personagens e enredo.)

É uma parte chata, mas com calma a gente consegue identificar cada uma das prioridades e como lidar com elas. Espero que, em algum momento, o meu rank de prioridades possa mudar e a escrita passe a ser o primeiro da lista.

  • Organização.970434_557974300919794_1357219623_n

Também conhecida como Demônio da Tazmânia – hehehe.

A organização é um dos meus calcanhares de Aquiles, sempre foi, desde pequenina, por isso tive que aprender desde cedo algumas técnicas com a minha mãe (pensa num ser organizado, pois é).

Quando falamos de organização, falamos de cronograma, agenda, calendário e post it. Há quem diga que um bom fluxograma também ajude, mas daí extrapola a minha pequena organização manca (hehe).

Ter uma agenda facilita muito a nossa vida. Eu odeio agendas, pois esqueço de usá-las, ou abrir e ver o que está escrito em cada dia. Então eu tive que me adaptar: eu escrevo os dias do mês numa folha sulfite, com quadradinhos para cada dia, e anoto as coisas imprescindíveis. Às vezes nem isso dá certo e eu fico muito ansiosa, e a ansiedade normalmente me paralisa. Por isso existe um plano C, que me ajuda MUITO: pego meu bloquinho e escrevo o que eu vou fazer naquela semana, e prendo essa página do bloquinho no meu quadro de avisos – na frente da minha mesa de trabalho.

meu quadrinho de avisos <3

meu quadrinho de avisos ❤

Quando eu coloco no papel todas as minhas tarefas, o estresse e a ansiedade diminuem e eu consigo trabalhar melhor. A ansiedade é muito típica em pessoas desorganizadas, e ela rouba muito do nosso tempo com mal-estar, pensamentos negativos e de desistência.

Para otimizar meus horários e atividades eu tento ter tudo à mão. Na minha mesa eu tenho a maioria das coisas que vou precisar seja para estudar, escrever ou trabalhar. Assim, eu evito ficar zanzando pela casa procurando coisas e perdendo tempo (porque, se eu sair da minha mesa, eu normalmente demoro para voltar e me distraio com outras coisas – como arrumar a casa pelo caminho que passo).

Colocar deadlines ajuda muito.

Se você tem um trabalho para entregar é legal focar em deadlines antes dos prazos, para ter uma margem de erro em caso de necessidade. Eu trabalho muito com deadlines, tanto no meu trabalho, na faculdade e com a escrita aqui no blog.

Durante as férias eu também usava as deadlines para as atualizações de fic, mas agora com a faculdade de volta isso fica quase impossível, e Calendar with Deadline Circledao invés de atualizar semanalmente eu o faço apenas uma vez por mês – o que é uma pena, sinceramente!

Tudo isso está muito conectado com a disciplina de cumprir o que foi planejado, de acordo como foi planejado. Quando conseguimos ter uma postura disciplinada tudo acaba sendo muito mais fácil (obviamente, este é meu calcanhar de Aquiles número dois :/ eu estou sempre saindo da linha).

Bem, invistam nessa mocinha chamada disciplina, ela vai ajudar muito vocês.

A organização é chave para que possamos realizar todas as atividades que desejamos ao mesmo tempo, ainda que umas tenham mais tempo que outras. Eu ainda estou batalhando no quesito organização, pois acabo me estressando muito e ficando ansiosa, mas quando consigo seguir a organização proposta, eu me sinto muito melhor! Realmente ajuda muito!

  • Foco/Determinação.

Finalmente algo que tenho melhor desenvolvido! Coloquei Foco e Determinação juntos, pois um tem muito a ver com o outro: quando temos um Foco é mais fácil encontrar Determinação para realizar as coisas que queremos. Ao mesmo tempo, quando temos Determinação, embora às vezes você saia do Foco, você normalmente acaba chegando lá, de uma maneira ou de outra. foco

Eu costumo traçar metas para utilizar como foco. Eu miro naquela direção com a força da minha determinação e tento chegar na meta. Muitas vezes não é uma linha reta e concisa, a maioria das vezes é um caminho de rato, de um lado para o outro, lutando para alcançar a meta final.

O importante na questão em si é saber ser flexível, senão você vai se estressar como um louco (ou não, vai ver você lide melhor com a pressão e o perfeccionismo). No meu caso, eu vou me adequando à realidade e me ajustando até conseguir o que eu quero.

Por exemplo o blog, eu quero abrir esse blog/site desde o ano passado, mas quis primeiro ter certeza se daria conta e que iria me dedicar de verdade, pois a maioria das vezes eu desistia dos meus blogs ou esquecia deles. Houve todo um processo de pesquisa de tipos de blog sobre escrita, houve muito trabalho para idealizar qual cara eu queria que ele tivesse, teve muita reflexão sobre o nome do blog e o que eu queria colocar nele, muita pesquisa sobre escrita – que ainda vai ser publicada aqui em breve -, mas teve, principalmente, muito carinho e frio na barriga.

Mas, e aí Tai, como dar conta de tudo?

Eu continuo achando que você não dá conta de tudo, que sempre alguma das pernas desse banco vai estar manca. Pelo menos para mim, enquanto eu tenho que terminar a faculdade para depois construir uma carreira mais estável e usar o tempo livre para o que eu bem entender. Ou quando eu conseguir arrumar minha agenda de acordo com o que o coração manda. reme1Algumas pessoas tem a sorte de já terem se formado e não terem que estudar e trabalhar ao mesmo tempo, que é algo bem cansativo. Ou pessoas que tem menos frentes abertas em suas vidas e não tem que encaixar abas extra nesta tarefa, como ativismo ou voluntariado ou projeto de extensão etc.

Com menos frentes abertas fica mais fácil dar conta de tudo. Embora isso seja muito relativo, cada um terá que tentar fazer o melhor possível para se organizar, elencar prioridades e focar no que realmente lhe interessa e é importante.

Minha dica é: não desista! Mesmo que fazendo um pouquinho a cada dia, você vai conseguir realizar as coisas no teu ritmo. Se é algo realmente importante para você, faça de grão em grão, até que a realidade mude e você possa ir se ajustando e priorizando seus sonhos cada vez mais.

A outra dica é: se puder escolher e optar entre sonhos, opte. Caso não seja possível, bem-Dont-Give-Upvindo ao barco dos super heróis e super heroínas da multitarefa. E a gente vai se virando!

Ia ser INCRÍVEL poder saber como vocês lidam com as muitas frentes abertas em suas vidas, eu vou ficar aqui esperando para conhecer o ritmo e a maneira que vocês se organizam. Por favor: dicas, exemplos, trocas de experiência e críticas são muito bem-vindas!

As melhores inspirações e os melhores incentivos!

Tai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s